quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Irmã Cristina, vencedora do The Voice Itália, renovou seus votos religiosos A Universal Music tinha projetos para ela, mas a freira optou por corroborar a sua consagração a Deus



A irmã Cristina Scuccia, a jovem religiosa que ganhou em junho a última edição do reality show “The Voice” Itália, renovou em 29 de julho os seus votos de castidade, pobreza e obediência, em uma das casas da sua congregação na ilha italiana da Sicília.

A freira ficou famosa no The Voice com a interpretação da música “No One” de Alicia Keys, cujo vídeo supera, hoje, 56 milhões de visualizações no YouTube.

O feito mais impressionante da religiosa italiana, porém, é ter conseguido fazer com que todo o público rezasse com ela o pai-nosso assim que foi confirmada a sua vitória no programa musical. Sua frase fez história: “Eu quero que Jesus entre aqui!”.

Nos últimos meses, tanto a irmã Cristina quanto as outras irmãs do convento sofreram grande assédio da imprensa sensacionalista italiana, chegando a ser perseguidas por um repórter da revista Di Più até um supermercado próximo da casa da congregação, nos arredores de Milão. A revista publicou fotografias da irmã Cristina com outras religiosas na fila do caixa.

Na ocasião, a própria freira se manifestou: “Por enquanto, eu estou descansando. Foram seis meses puxados. Agora o meu compromisso é estar bem interiormente para depois continuar oferecendo muito aos outros”. Sobre as suas intenções ao participar no programa televisivo, ela declarou: “Sempre foi bem claro: eu fui lá para passar uma mensagem cristã”.

O jornal Italia Oggi anunciou que a jovem consagrada não vai participar do Festival de San Remo em 2015, por instruções das superioras da congregação. O mesmo jornal informou que a Universal Music tinha apresentado projetos à irmã Cristina, como o de montar um estúdio de gravação dentro do convento, participar no “Festival della Canzone Italiana” ou de San Remo e depois lançar um disco. "Estamos à espera das decisões pessoais da irmã Cristina e da sua congregação religiosa”, tinha declarado Alexander Massara, presidente de Universal Music Italia ao jornal Corriere della Sera.

Muita gente cogitou que o salto à fama enfraqueceria a vocação da irmã Cristina, mas a sua recente profissão dos votos religiosos e a sua saída da cena pública parecem manifestar a força do seu compromisso na ordem religiosa.
Fonte: Zenit